sexta-feira, 7 de julho de 2017

Serra de Santa Catarina vigia a floresta em Ferreira do Zêzere c/vídeo

Está a decorrer na Comunidade de Municípios do Médio Tejo, a instalação de câmaras de vigilância como o objetivo de auxiliar no apoio à decisão no caso de incêndios nas nossas florestas.
Neste momento já foram instaladas objetivas na  Serra d’Aire, Alburitel, Ferreira do Zêzere. Até ao final deste mês de julho em Santa Marta, Abrantes e Bando dos Santos. A  3ª e última fase em Cabeço Óbidos, São Macário e São Facundo, estará concluída em novembro.
Nesta altura a região do Médio Tejo irá ter uma visualização estratégica no Distrito de Santarém e Castelo Branco que é monitorizada pela GNR que informará a Autoridade de Proteção Civil sobre um possível incêndio, possibilitando uma rápida ação por parte dos vários agentes.
Pedro Mendes. Comandante Operacional Municipal, explicou ao Região do Zêzere como funciona este sistema de apoio à decisão e lembrou que estes sistemas só são precisos porque os proprietários das florestas não a protegem e os particulares não cumprem a Lei ao não limparem 50 metros em redor das habitações.
Este projeto é apoiado com fundos comunitários.

Imagem: CIMT