domingo, 19 de março de 2017

Domingo

Ao celebrarmos hoje o terceiro Domingo da Quaresma , o Evangelho apresenta-nos o encontro de Jesus com a Samaritana. Esta representa a história dos amores do povo de Israel que pelos seus ídolos praticou o adultério de infidelidade face ao seu senhor. A água que esta mulher procura no poço de Jacob é o símbolo de todos os prazeres com que os seres humanos iludidamente procuram preencher o vazio dos seus corações e a falta de sentido das suas vidas.
A água viva que Jesus promete é o Espírito de Deus que leva á paz. Progressivamente a Samaritana vai descobrindo quem é Jesus , começa por ver nele um simples viajante judeu, chegando a depois ver nele depois, o profeta e finalmente o Messias. A mulher da Samaria acaba por abandonar o velho cântaro da sua vida vazia , para correr e anunciar aos seus conterrâneos a descoberta da sua vida: a água viva, Cristo seu senhor e a felicidade como dádiva do seu amor.


Senhor, contigo a nossa vida renova-se todos os dias, contigo tornamo-nos também nós dádivas de amor. No nosso serviço aos irmãos será possível descobrir-te vivo e actuante no meio de nós como água viva para quantos continuam a procurar o rosto do amor que és tu.
D. Francisco Senra Coelho

In: Rádio Renascença