terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Fernando Silva artesão de corda

Fernando Silva ficou cego tinha 10 anos. Numa escola especial aprendeu a tecer a corda. Sabe de cor todos os movimentos, conhece todas as voltas necessárias para fazer uma cadeira ou um banco na perfeição. Já o faz à cerca de 30 anos.
A sua mulher, natural do Bêco, ajuda-o na escolha das cordas, das madeiras e das cores.
Na zona de Penela tem colaborado como acordeonista com Ranchos Folclóricos da região.
Foi um dos artesãos presentes na Feira de São Brás.
Parabéns pelo trabalho e pela persistência.