segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Frazoeira com problemas no acesso à saúde

A propósito do problema da falta de médicos na Frazoeira, publica-se um documento enviado  hoje a várias entidades pelo leitor do Região do Zêzere Manuel Nunes.


Como se comprova com o registo fotográfico efectuado hoje, a 2 de Novembro de 2015, junto à Extensão de Saúde da Frazoeira, Concelho de Ferreira do Zêzere, quando perto das 8h30 ali me desloquei para marcar uma consulta, serviço disponível apenas e obrigatoriamente no primeiro dia de cada mês, já que as vagas depressa se esgotam, sendo esta uma situação que leva diversos utentes a estarem ali desde as 6h da manhã.
Esta extensão deixou de ter médico diariamente no dia 1 de Agosto de 2015, por situação de reforma. Após um mês sem médico, a situação está a ser provisoriamente assegurada por um excelente profissional apenas dois dias por semana, sendo uma solução claramente insuficiente, já que se trata de uma extensão que para além de apresentar condições para ter todos os seus serviços a funcionar diariamente, serve cerca de 1700 utentes, na sua maioria idosos e que, como tal, recorrem aos serviços com mais frequência. A carência relativamente a consultas de risco (grávidas, crianças, hipertensos e diabéticos) não foi também ainda suprimida, sendo que os seus utentes devem ser vigiados com regularidade.
O movimento diário hoje registado foi de cerca de 70 utentes, tendo as vagas para o corrente mês esgotado pelas 10h30. Quem chegou após essa hora não teve acesso à marcação de mais consultas.
Deste modo, e pelos motivos atrás referidos, é urgente repensar o alargamento do horário de atendimento, repondo os serviços que aqui existiam e com horário completo, resolvendo de uma vez esta situação pouco sustentável. Confio que irão solucionar esta situação pelo melhor para esta extensão de saúde, para os seus utentes, e para que este serviço de excelência se mantenha.

Manuel dos Santos Nunes