segunda-feira, 15 de junho de 2015

Centro Hospitalar do Ribatejo??

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) manifestou hoje desconfiança e preocupação quanto à criação na alegada intenção do Governo de juntar o Centro Hospitalar do Médio Tejo com o Hospital de Santarém, formando o novo centro Hospitalar do Médio Tejo



Segundo a Presidente da CIMT, Maria do Céu Albuquerque:
"Considera-se que uma mudança com o alcance e implicações consequentes da criação do Grupo Hospitalar do Ribatejo pode trazer, não deve ser feito à pressa e sob a pressão da proximidade das eleições legislativas.
Em segundo lugar, teme-se pelas implicações clínicas que esta mudança acarretará.
A dispersão ainda maior das especialidades só fragiliza ainda mais o serviço nacional de saúde no nosso território. A criação do Grupo Hospitalar do Ribatejo afasta potencialmente o centro de decisão na área da saúde relativamente ao nosso território, repetindo o efeito que a reforma da justiça implicou para o Médio Tejo, afastando as populações de um serviço público essencial.

Por outro lado, julgamos que a presente proposta em nada contribuirá para a proximidade com os cuidados de saúde primários. Pelo contrário, parece-nos que agravará a falta de articulação que hoje já se verifica. A CIM do Médio Tejo reafirma a necessidade de uma forte relação de proximidade com os serviços saúde, de todo incompatível com grandes distâncias a especialidades médicas básicas. As instituições hospitalares servem as populações e devem ser pensadas em função destas, em especial num distrito como o de Santarém que é um dos distritos mais extensos e que maiores distâncias podem implicar para os utentes e os profissionais."