quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Escaravelho da palmeira já chegou a Ferreira do Zêzere

Por todo o país o escaravelho vermelho tem feito estragos em milhares de palmeiras. Também em Ferreira do Zêzere já muitos jardins apresentam a presença deste inseto originário da Ásia. As folhas das palmeiras ficam flácidas, perdem o verde e ficam cinzentas. 
Há tratamento...mas...
Segundo um artigo publicado pelo Jornal Público: "basta uma palmeira não tratada para infestar   todas as outras num raio de uma dezena de quilómetros.
Para o escaravelho, as palmeiras são alimento para quatro ou cinco meses, o tempo que o insecto demora a desenvolver-se. Cada fêmea põe 200 a 300 ovos. Uma palmeira pode albergar até 1000 indivíduos prontos a voar – e podem voar durante cinco a dez quilómetros sem parar, contra o vento. Por vezes, apanham boleias, alerta Carlos Gabirro: “Tenho visto pessoas a porem os restos das palmeiras à porta de casa e é um erro muito grande. Os restos libertam odor, que chama mais insectos, e depois são recolhidos pelos camiões dos serviços camarários. No caminho, a praga espalha-se”.

Ficam alguns exemplos de palmeiras infetadas.
No primeiro caso tratam-se de árvores centenárias que pertencem à conhecida Quinta das Lanças.




Mais informações no artigo do jornal.