domingo, 24 de junho de 2012

Domingo

Celebramos hoje o nascimento de S. João Baptista, é o único, além de Maria, de quem se festeja o nascimento corporal, celebração que, desde o século V, tem lugar no dia 24 de Junho, seis meses antes do Natal. Também festejamos a sua morte, no dia 29 de Agosto.
O próprio Jesus proclamou que «entre os nascidos de mulher, não apareceu ninguém maior do que João Baptista» (Mt 11, 11; Lce 7,28). Foi o arauto e precursor d'Aquele «que é mais forte do que eu, diante do qual não sou digno de me inclinar para Lhe desatar as correias das sandálias» (Mc. 1, 7). Sua missão: apontar para «o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo» (Jo. 1, 29), para Aquele de quem afirmou: «no meio de vós está quem vós não conheceis» (Jo 1, 26). Veio para «preparar o caminho do Senhor» (Mt 11, 10).
Ao contemplarmos a vida de S. João Baptista verificamos que a sua grandeza consiste no acolhimento da sua missão de mensageiro: «Eu não sou o Messias, mas apenas o enviado à sua frente» (Jo. 3, 28).
Em tempos de tantos messias e de tão variadas propostas de salvação. Pedimos-te Senhor a lucidez de João Baptista e que como ele a nossa vida proclama: «Qu’Ele cresça e eu diminua» (Jo. 3, 29-30).


P. Senra Coelho (www.rr.pt)