domingo, 12 de fevereiro de 2012

Domingo

O Evangelho conta-nos que «Naquele tempo, veio ter com Jesus um leproso. Prostrou-se de joelhos e suplicou-Lhe: “Se quiseres, podes curar-me”. Jesus, compadecido, estendeu a mão, tocou-lhe e disse: “Quero: fica limpo”. No mesmo instante o deixou a lepra e ele ficou limpo.» (Mc. 1, 40-42). O senhor não curou este e outros doentes à distância e através da Sua palavra, mas por meio do toque da Sua mão.
Em Jesus, Deus deseja «tocar» em nossas vidas com sinais de carinho, proximidade e calorosa amizade. Depende de nós deixarmo-nos «tocar» por Deus, pelo calor humano-divino dos Suas manifestações.
Perante estes procedimentos de Jesus, pensamos nos nossos contactos com o nosso próximo. Reparemos na frieza ou no calor humano que transmitimos nesses gestos, os quais deveriam ser sempre fraternais, solidários, carinhosos de compreensão humana e verdadeira amizade.
Perguntemo-nos sobre o modo como lidamos com os idosos, com as crianças, com os marginalizados e com os nosso próprios limites e deficiências.
Senhor,
Pedimos-Te hoje que nos ensines a humanizar as nossas vidas. Que «tocadas» por Ti, «toquemos» os nossos irmãos com a riqueza do Teu Amor em nós. Que os nossos gestos sejam sempre de verdade!

Pe. Senra (RR)